PÓRTICOS HIDRÁULICOS: A NOVA GERAÇÃO

2 de Abril de 2016

SL-400O pórtico é um equipamento complementar e muitas vezes indispensável na frota de locadoras de guindastes, empresas de transportes especiais e de remoções industriais. Embora o design denote simplicidade, a nova geração de pórticos ganha em nome da segurança e qualidade de desempenho recursos embarcados cada vez mais sofisticados.

A Enerpac lançou no último mês de outubro o modelo SL400, o pórtico hidráulico desencapado de maior capacidade da companhia. Equipado com cilindros para levantamento de três estágios, o SL400 levanta até 9,144 m na parte superior do terceiro estágio e pode movimentar até 450 t no topo do segundo estágio. Ele conta com características exclusivas, como o sistema de controle sem fio Intellilift, que garante sincronização automática do levantamento com precisão de 2,54 cm e sincronização automática do deslocamento com precisão de 1,524 cm.

A fabricante holandesa, que atua no mercado brasileiro há cerca de três anos, oferece equipamentos de 60, 150, 200, 400 e até 1.000 t de capacidade de carga, movimentados por bomba elétrica. “Os pórticos da Enerpac podem ser configurados para operar com acionamento a diesel, em modelos convencionais lineares ou com uma trava que permite seu tombamento e facilita o transporte do pórtico”, lembra José Carlos Carvalho, gerente comercial da marca.SL-400 dimensoes

Obviamente, todo projeto deve seguir as determinações de normas técnicas, para sua total segurança, como a ASME B30.1, que regula a fabricação, montagem e operação do equipamento. De concepção modular, os pórticos podem ser montados com duas, quatro ou oito torres, viabilizando inúmeras configurações para a movimentação dos mais variados tipos de cargas, conforme explica o engenheiro Mario Tundisi Filho, presidente da Lift Equipamentos, que distribui na América Latina a linha de pórticos hidráulicas da norte-americana Lift System, líder do mercado.

Controlados por computador

Segundo ele, os equipamentos da marca são disponibilizados em vários modelos, que podem se dividir basicamente em três categorias de pórticos autopropelidos: os elétricos, com tanque hidráulico acoplado à torre; os equipados com mesa de comando hidráulica separada, que podem ser movidos a energia elétrica, gás propano ou diesel; e os dotados de cilindro de elevação tipo caixa, que também adotam diferentes sistemas de acionamento ou combustíveis.

34PTNa primeira categoria estão os modelos mais simples e aplicados em movimentações de menor porte. Já os pórticos com mesa de comando hidráulica independente se destinam a operações mais pesadas, contando com modelos de 500 t e até mesmo 800 t de capacidade. Entretanto, é na terceira categoria, dos que contam com cilindro de elevação tipo caixa, que se encontram os modelos destinados a movimentações mais complexas, pois são totalmente computadorizados e dispõem de sistemas de sincronização dos movimentos.

Nela se incluem modelos capazes de movimentar 500 t e até mesmo 1.000 t de carga, bem como outro que eleva 250 t em cada torre, o que confere a ele uma capacidade total de 2.000 t, quando configurado com oito torres. Um exemplo é o modelo 34PT5400WT, com capacidade para 500 t.34PTdimensoes

 

 

Tags:


Deixe um comentário


Veja também