PLATAFORMAS: GENIE COMPLETA 50 ANOS

20 de setembro de 2016
genie-50anosweb

Arnold Paulson (à esquerda) e Bud Bushnell (à direita)

Por: Crane Brasil

Em 1966, quando Bud Bushnell comprou os direitos de produção de um elevador de materiais operado a ar comprimido, os clientes ficaram impressionados com o “gênio da garrafa” usado para elevar e baixar a talha – daí surgiu o nome “Genie” (Gênio). Integrada, desde 2002, ao segmento AWP (Plataformas de Trabalho Aéreo) da Terex Corporation, a Genie completa 50 anos como uma das principais fabricantes de plataformas de trabalho aéreo do mundo – e outros equipamentos que surgiram ao longo dos anos, como lanças articuladas, torres de iluminação e manipuladores telescópicos. Da garagem do Bud Bushnell até os 4.500 team members, operando em 80 países em seis continentes, a Genie tem a comemorar uma trajetória de desenvolvimento tecnológico e pioneiro que estabeleceram as bases do Trabalho em Altura (veja quadro abaixo). “O mais importante, no entanto, é o que está por vir”, diz Matt Fearon, Presidente da Genie. “Para nós, 50 anos foram só o começo. Temos ideias novinhas em folha sendo trabalhadas atualmente, as quais tornaremos realidade nos próximos dois anos. Jamais paramos de avançar – seguimos levando nossos clientes e seus negócios a alturas maiores”, garante Brad Allen, vice-presidente de engenharia da Genie.

50 ANOS DE CONCEITOS E NOVAS TECNOLOGIAS
Elevadores pessoais
Elevadores de materiais hidráulicos, com projeto exclusivo de travamento. Evoluíram para as plataformas aéreas pessoais (AWP), com entrada (em solo) para os operadores e portabilidade nas áreas de trabalho.
Braços articulados Z™
Plataforma “Z” articulada com os modelos Z-30/20, com os recursos exclusivos de trabalhar “para o alto e acima” de obstáculos. Produto lançou a empresa no setor de locação (1985).
Manipuladores telescópicos
O Telelift 2306, desenvolvido inicialmente para a agricultura, ganhou aplicação mais ampla, como o primeiro manipulador telescópico compacto do setor. É o antecessor do Genie GTH™-5519, consagrado na América do Norte, e do GTH-2506 na Europa
Tesouras de 40’
Equipamentos para aplicações a meia altura, que permitiram à marca entrar em uma nova categoria de classificação em âmbito global. Posicionamento e reposicionamento com tesoura totalmente estendida.
Lança autopropelida
A plataforma de mais alto alcance da marca foi construída para elevar operadores a até 18 andares, com rapidez e segurança, e ser facilmente transportável.
Chassi com design em X
O design do eixo expansível revolucionou o mecanismo de extensão e retração dos eixos para a posição de repouso. Combina tanto estabilidade quanto facilidade de transporte.
Eixos de Oscilação Ativos
Contato seguro com o chão em superfícies irregulares e sinuosas, possibilitando à unidade reter potência e torque máximos.
Paralelogramo Duplo
Permite monitoramento vertical das paredes, bastando elevar ou abaixar a lança secundária, sem reposicionar o equipamento.
Jib Giratório
Jibs giratórios e, depois, totalmente articulados permitiram chegar ao interior, à parte de cima e à parte de trás de objetos de maneira rápida e fácil. Antes, os jibs somente podiam ser articulados em paralelo à lança principal.
Direção caranguejo
Ao acionar cada pneu de maneira independente, consegue-sem (usando os sensores de ângulo) utilizar a geometria básica da direção, virando todos os pneus no mesmo ângulo em uma direção única (direção caranguejo), direcionando as quatro rodas.
Sistema Trax
Acionamento de quatro pontos da esteira, para ampliar a variedade de terrenos onde os equipamentos são usados e de reduzir danos às superfícies de solo sensíveis.

 

Leia também:

Gustavo Faria, presidente da Terex LA, fala do mercado de plataformas no Brasil

Tags: , , ,


Deixe um comentário


Veja também