GUIA CRANE BRASIL – ESPECIAL CONTROLES E ACESSÓRIOS

14 de junho de 2017

CONTROLE AVANÇADO DE GUINDASTES

A HBC Radiomatic, da Alemanha, desenvolveu uma nova opção da série Technos para controle de guindastes ou equipamentos industriais com acionamento eletromecânico. No Tecnos “A”, segundo a configuração definida pelo operador, o visor a cores da tela mostra o peso da carga ou altura do gancho, além da capacidade de elevação com o raio naquele momento e o raio máximo com aquela carga. Nenhum hardware adicional é necessário porque todas as informações necessárias estão disponíveis no visor. Por padrão, a tela vem com um contador de horas de serviço.Quando há alta velocidade do vento, uma sobrecarga iminente ou outras condições críticas, as notificações de aviso são exibidas automaticamente para que o operador possa reagir imediatamente.
O controle da máquina pode ser adaptado às demandas do cliente, oferecendo dois joysticks, bem como diferentes combinações de botões de pressão, alternadores ou interruptores rotativos. Uma bateria de troca Li-ion de alto desempenho com mais de 20 horas de tempo de operação contínua fornece ao transmissor a energia necessária.
O equipamento padrão também inclui iluminação do painel frontal, uma lanterna integrada, bem como recursos de segurança. Um sistema de log-in, com cartão estabelece acessos personalizados aos diferentes usuários.
O Technos A está disponível com diferentes procedimentos de gerenciamento de freqüência, para obras com muitos guindastes e máquinas controlados por rádio. A HBC Radiomatic é representada no Brasil pela ACR Sistemas Industriais.

UMA PULSEIRA CONTRA AS AS BOTONEIRAS

O sistema inovador Com’hand da GEODIS, uma das maiores operadoras logísticas mundiais, foi desenvolvido pelo start-up de tecnologia Siatech e os testes iniciais em condições reais de trabalho foram feitos em novembro de 2016 na área de logística da DSC, subsidiária do segmento de construção da Saint-Gobain, na França. Criado em abril do ano passado pelos fundadores da Siatech, jovens alunos da faculdade de engenharia francesa ESIGELEC, o Com’hand  utiliza o estado da arte da tecnologia de sensores digitais para controle de maquinário industrial – em um primeiro momento para aplicação em pórticos e pontes rolantes. Os operadores interagem com a máquina com simples e intuitivos movimentos de braços – que são interpretados e transmitidos por meio de uma pulseira dotada de sensores de movimento e também por um anel. Basicamente, o sistema oferece grande simplicidade operacional  e maior eficiência, evitando o risco de perda ou dano.
Os testes iniciais foram bem sucedidos e a GEODIS já está considerando utilizar o sistema em todas unidades logísticas onde é feita a elevação de cargas com pórticos ou pontes rolantes. Em comparação com sistemas de comandos tradicionais, as chamadas betoneiras, pesadas e com múltiplos comandos, o Com’hand permitiu um ganho de produtividade da ordem de 20% – além das vantagens em termos de segurança e ergonomia.

INCLINAÇÃO COM 8 LIMITES PROGRAMÁVEIS

A Hirschmann MCS desenvolveu um novo medidor que monitora o ângulo de inclinação medido pelo sensor de inclinação gSENS WGX. O sistema foi concebido para uso em qualquer tipo de aplicação: estacionária, móvel ou marítima. O novo indicador de inclinação C155 permite que o operador possa configurar previamente até oito limites de inclinação. Quando próximo a esses limites, o sistema emite um sinal sonoro e um alarme visual. Os limites podem ser estabelecidos nas coordenadas X, Y ou obliquamente (em situações de declive) e cada limite irá disparar ou um alarme ou um dos três pontos de corte (interrupção) da operação.  O sistema é fornecido com painel sensível ao toque, gráfico e colorido, de 4.4 ou 7 polegadas, e protegido contra temperaturas de -40°C to +75°C.

GUINCHOS COM ACIONAMENTO ELÉTRICO

A nova geração de guinchos da Zollern tem acionamento elétrico, permitindo o uso de maior potência, maior eficiência de energia, facilidade de manutenção e menores custos. Foi desenvolvido tanto para aplicações com guindastes portuárias como com guindastes e gruas no segmento de construção. O ponto principal é o motor síncrono, desenvolvido e fabricado pela própria empresa. A nova série conta com cinco diferentes tamanhos de motor com potência entre 60 a 210 kW. A velocidade máxima alcançada  é superior a 4000 rotações por minuto. A carcaça do motor é permanentemente arrefecida pó água, assegurando ótimas condições operacionais. Dentre os benefícios da nova série, pode-se destacar o design extremamente compacto e o momento de inércia que é baixo para motores elétricos – com 97%, esses motores são bastante eficientes.  Outra característica do motor síncrono é o sistema de freio e parada de emergência integrado.O acesso para manutenção também foi facilitado, sem necessidade de desmontagem do motor. O motor elétrico da Zollern, associado com sua caixa de engrenagens planetária, possibilita atingir uma excelente construção compacta como requerida pela maioria das aplicações e também proporciona economia adicional de custos no guindaste. A Zollern é representada no Brasil pela Zollern Transmissões Mecânicas.

CONTROLE VIA RÁDIO PARA ELEVAÇÃO

 A sueca Tele Radio desenvolveu nova versão de seu sistema Tiger, a G2, com design mais compacto e de maior tamanho em relação às versões anteriores. O sistema Tiger, disponibilizado no Brasil pela Usicontrol, é um sistema de controle de rádio robusto e adaptável para operações complexas de elevação em ambientes agressivos. A novidade no Tiger G2 é a maior ênfase na segurança com a função stop e dois relés nos seus receptores seguindo os padrões estabelecidos pela norma internacional de eletrotécnica IEC 61508 e nível de performance “e” (PLe). O receptor pode ser programado para transmitir o número ID do guindaste como confirmação para o transmissor. Essa funcionalidade é particularmente útil para controle de várias aplicações envolvendo vários guindastes com o mesmo transmissor. Todos os transmissores Tiger 2 podem receber “feedbacks” dos sistemas indicadores de peso ou, internamente, das entradas digitais do receptor. Eles são mostrados através de indicadores luminosos do transmissor, pelo display ou alarme sonoro.

FERRAMENTAS PARA TRABALHO EM ALTURA

A Tramontina PRO lançou uma linha completa de ferramentas e acessórios para trabalho em altura. São mais de 250 itens destinados, incluindo acessórios para amarração e ancoragem, composições de ferramentas com organizadores e com acessórios – chaves de aperto, soquetes, alicates, chaves de fenda, martelos, marretas, ferramentas de golpe, de corte, manutenção e ferramentas Isoladas IEC 60900. Além disso, com o sistema MFS (Modular Flex System) da Tramontina PRO, é possível personalizar as ferramentas com o nome do usuário ou setor de trabalho, colocá-las em berços de EVA e escolher o organizador ideal para o trabalho (carros, caixas, maletas ou bolsas).

 

ESTABILIDADE NO SENSORIAMENTO DE PRESSÃO

O sensor de pressão P 3427 da fabricante alemã Tecsis foi desenvolvido especialmente para guindastes móveis e plataformas, utilizados em aplicações severas de içamento. Está disponível em faixas de pressão de até 1.000 a 10.000 psi. Um conector Y integrado é projetado para simplificar a instalação segura e reduzir as cargas de choque e vibração. Esta ligação também evita a penetração de sujeira e umidade.O modelo P3427 caracteriza-se por sua estabilidade, no ciclo de carga e a longo prazo. Fornecido em invólucro de aço inoxidável, é particularmente seguro contra interferências.

VISIBILIDADE DO SOL FORTE AO ESCURO DA NOITE

A sueca Scanreco, uma das líderes mundiais no desenvolvimento de sistemas de controle remoto para guindastes, anunciou recentemente uma nova interface (4.3) colorida para sua linha de transmissores Mini e Maxi. Com 16 milhões de cores (24 bits), o ganho de visibilidade está garantido  em todos os tipos de ambientes externos e interiores. Um sensor de luz ambiente otimiza as configurações de exibição no display, seja debaixo de sol intenso ou à noite. Conta com vidro anti-choque e reflexo.

 

 

 

Tags: , , , , , , , ,


Deixe um comentário


Veja também