EQUIPAMENTOS: A TECNOLOGIA DAS LANÇAS TELESCÓPICAS

31 de janeiro de 2017

Por Miguel Tadano (*)

A lança de um guindaste móvel é a haste principal utilizada para elevar a carga. Existem basicamente dois tipos de lança: a treliçada e a telescópica. O sistema telescópico é aquele em que a lança se estende como um telescópio e a lança treliçada é aquela em que a estrutura da lança é uma treliça. Abaixo será abordado o sistema telescópico, suas aplicações e características.

As principais vantagens do sistema telescópico é a agilidade na operação, pois para aumentar o comprimento da lança basta realizar a operação de uma alavanca ou joystick na cabine de operação e a lança se estende hidraulicamente – enquanto na lança treliçada é necessária a montagem de seções de lança com a utilização de pinos. É um processo que demanda tempo, mão de obra  e equipamentos auxiliares. Além disso, na lança telescópica não é necessário um espaço muito grande para a extensão, comparado com o sistema treliçado, pois a telescopagem é feita com a lança elevada. Já a montagem da lança treliçada é feita com a mesma apoiada no solo.

As lanças telescópicas são classificadas em dois grupos: a lança pinada e a não pinada. A diferença principal nesses dois tipos é que a lança pinada possui apenas um cilindro hidráulico para a telescopagem, enquanto que a lança não pinada normalmente utiliza mais de um cilindro e cabos de aço. Há vantagens nesses sistemas que ficarão mais claros após a explicação do funcionamento.

A lança pinada trabalha da seguinte forma. Um único cilindro hidráulico faz o trabalho de segurar uma seção e piná-la na seção anterior, portanto se uma lança possui 4 seções telescópicas o cilindro terá de segurar a quarta, estendê-la e piná-la na terceira, depois o cilindro deve retrair e buscar a terceira, estender e pinar a terceira na segunda e assim por diante. Esse sistema é automatizado, portanto necessita de diversos sensores e de um microprocessador para comandar as válvulas. Na lança não pinada de 4 seções telescópicas, pode haver 2 ou 3 cilindros hidráulicos. No caso de utilizar dois cilindros hidráulicos, um cilindro é utilizado para estender a segunda, terceira e quarta seções em conjunto com cabos de aço. E a primeira seção é estendida por outro cilindro. Nas figuras está uma breve ilustração da lança treliçada, lança telescópica pinada e não pinada de 3 seções.

Ao se analisar as duas operações acima, podemos concluir que a lança pinada é mais leve e a não pinada é mais ágil. Além disso, a lança pinada permite um número maior de seções, pois não importa a quantidade de seções, sempre é utilizado apenas um cilindro, porém por ser um mecanismo mais tecnológico influencia no custo, eletrônica e quantidade de dispositivos necessários. Esses e outros fatores  são levados em consideração no projeto de cada equipamento.

Faça o download do artigo em pdf publicado na edição 50 da revista Crane Brasil

 

 

 

 

 

Tags: ,


Deixe um comentário


Veja também