NA CAVA DA MINA

21 de novembro de 2016
destaquemip

Movimentação do guindaste por entre a base de concreto da subestrutura, giro para centralização da subestrutura do MCR 11, e posicionamento da peça na área de montagem

No projeto mais ambicioso de toda a sua história, o S11D, em Canãa dos Carajás (PA), que produzirá 90 milhões de toneladas de minério de ferro por ano, a Vale adotou o sistema truckless, um conjunto formado por escavadeiras e equipamentos de britagem móvel (Mobile Crushing Rig ou MCR) interligados por cerca de 30 km de correias transportadoras. A tecnologia substitui os caminhões off road, tradicionalmente usados no transporte do minério da cava da mina para a usina de beneficiamento. No caso do S11D são exatamente menos 100 caminhões off road com capacidade de 240 toneladas, com uma economia de 70% do consumo de diesel.

Para realizar a montagem eletromecânica dos componentes desse sistema com o fornecimento dos materiais, a mineradora contratou o Consórcio Montcalm/MIP, formado pela paulista Montcalm Montagens Industriais e pela mineira MIP Engenharia. E é pelo içamento da subestrutura TAG 0057 A/B do MCR 11, com peso de 63,5 mil t e dimensões de 8,4 x 10,15 x 1,8 m, realizada em um único dia e utilizando o único guindaste disponível no canteiro de obras – o modelo Liebherr LTR 1220, sobre esteiras, com capacidade para 220 t, que o consórcio venceu o Case Mineração, no grupo Içamento, do Top Crane’2016.

A maior dificuldade da operação foi acessar uma área limitada pelas bases de concreto do MCR 11. O Plano de Rigging elaborado pelo Consórcio Montcalm/MIP previu três etapas para a consecução do trabalho. Na primeira delas, o LTR 1220 deslocou-se por cerca de cinco metros com a peça içada, em direção ao centro da área de montagem, visando alinhar o centro de giro do guindaste e posicionar a peça sobre suportes temporários. Na etapa seguinte, foi realizado o esterçamento e recolhimento das esteiras, evitando um esforço desnecessário sobre as mesmas e sobre a estrutura do guindaste.

Por fim, o LTR 1220 seguiu com as esteiras recolhidas por entre as bases de concreto do MCR 11, um espaço que excedia em apenas 5 milímetros suas dimensões. O equipamento avançou 2,5 metros entre as bases, até a posição final de montagem, alcançando um fator de utilização de 92%. A alternativa à locomoção do guindaste com as esteiras recolhidas entre as bases, seria empregar um guindaste telescópico sobre pneus. Com isso, o raio de operação seria aumentado para 14 metros, exigindo um guindaste patolado de 400 t, como o LTM 1400-7.1, da Liebherr, que não estava disponível na ocasião.

Know How

Para atender ao contrato com a Vale, fechado para o período de março/2015 a outubro/2017, o Consórcio Montcalm/MIP estabeleceu uma base em Canaã dos Carajás. As duas empresas têm um histórico de parceria em vários projetos, unindo não só sua estrutura operacional, como sua expertise tanto no segmento de projetos de mineração, quanto para os setores de cimento, papel e celulose, têxtil, de química e petroquímica, fertilizantes, óleo e gás, energia, metalurgia e siderurgia, entre outros.

A Montcalm Montagens Industriais foi fundada em 1971 e consolidou-se como provedora de soluções integradas em engenharia, construção e montagem eletromecânica para a implantação, modernização ou manutenção industrial. Sua atuação nesse período garantiu a certificação pelas normas ISO 9001 (gestão de qualidade) e 14001 (gestão ambiental) e OHSAS 18001 (saúde e segurança operacional). Em seu vasto portfólio, somente na área de mineração, destacam-se projetos para a Anglo American em Barro Alto (GO) e no Porto do Açu (RJ).

No primeiro, a empresa executou a montagem eletromecânica e as obras civis para recuperação de baias de escória, na planta de ferroníquel da mineradora. No porto, realizou a montagem eletromecânica das empilhadeiras, retomadoras de minério, transportadores e utilidades para a implantação do pátio de estocagem e também para o manuseio da bacia de contenção e construção do píer de carregamento de minério. Outra realização recente foi a montagem da mecânica da linha de produção de cimento W1 da fábrica da Votorantim Cimentos, em Primavera (PA), inaugurada em 23 de junho de 2016.

Fundada em 1961, a MIP Engenharia, também especializada em montagens industriais pesadas, teve seu primeiro contrato, já nesse ano, para executar a montagem da laminação de placas na planta da Usiminas, em Ipatinga MG). Atualmente sediada em Belo Horizonte, capital mineira, a empresa desenvolve projetos EPC – Engineering, Procurement, Construction, respondendo pela elaboração dos projetos executivos, compra dos equipamentos e materiais e pela construção do empreendimento, e Turn Key (entrega da obra pronta para pleno funcionamento).

A frota de elevação de cargas da MIP Engenharia reúne 23 guindastes (18 a 220 t), 25 plataformas aéreas (alcance de 24 a 38 metros de altura) e 10 manipuladores telescópicos (capacidade entre 4 e 4,5 t). Entre os equipamentos de transporte estão 21 caminhões com munck, 2 comboios de lubrificação, 1 caminhão pipa e 8 carretas (4 carga seca, sendo 2 com munck e 2 com prancha.

 

Tags: , ,


Deixe um comentário


Veja também