IÇAMENTO À PROVA DE VENTOS

16 de Março de 2015

BoomLockO consórcio belga High Wind, formado por empresas de elevação de cargas, projetistas e outras companhias envolvidas na implantação de usinas eólicas em alto mar, anunciou o desenvolvimento de uma solução para facilitar a execução desses projetos sob as adversas condições offshore. O Boom Lock foi apresentado pela empresa como alternativa para o içamento e movimentação com segurança dos equipamentos em tais situações, com ventos acima de 15 m/s de velocidade.

Indicado para o içamento de torres, aerogeradores e pás eólicas, o dispositivo elimina as oscilações no moitão e no gancho, permitindo a movimentação dos componentes até o ponto de instalação (veja abaixo o vídeo explicativo). Além da segurança na operação, ele confere precisão aos movimentos, possibilitando maior produtividade à operação, segundo a High Wind. A empresa destaca que, nessas situações, os guindastes offshore têm seu trabalho interrompido constantemente, aumentando os custos na mobilização de todos os equipamentos alocados, incluindo a embarcação.

Em testes realizados no início deste mês, o consórcio conseguiu içar rapidamente e com segurança turbinas eólicas de 6 MW, sob rajadas de ventos de até 20 m/s de velocidade. Esses testes, acompanhados por fabricantes de equipamentos eólicos, engenheiros da universidade de Leuven e autoridades marítimas da Bélgica, garantiram a validação do dispositivo, agora disponível para comercialização aos interessados.

Segundo Johan Heiler, gerente geral da High Wind, o dispositivo já foi aprovado para utilização em futuros contratos de instalação do consórcio e das empresas que o integram, em projetos de montagem e manutenção de usinas eólicas offshore. Ele destaca que o sistema também pode ser aplicado em outras situações que demandem segurança devido à forte incidência de ventos, como obras em regiões elevadas, refinarias e outras.

Tags: ,


Deixe um comentário


Veja também