ERGUENDO TORRES

21 de novembro de 2016

pacheco-destaqueO propósito de alterar o processo de montagem de torres de concreto empregadas em parques eólicos reuniu em um só projeto técnicos do Grupo Darcy Pacheco e da GE (General Eletric), provedora de soluções para o setor de energia, e empresas parceiras. A nova sistemática substituiu o uso de elevadores de carga nesse processo por guindastes, acelerando o cronograma de execução da obra. O emprego diferenciado de guindastes, que usualmente servem ao içamento e instalação de aerogeradores e pás eólicas, conferindo-lhes maior versatilidade de aplicação nesse tipo de projeto, deu à Darcy Pacheco o prêmio Top Crane’2016 na categoria Inovação.

O novo processo de montagem por segmentos foi aplicado em torres de concreto com altura de 116,5 metros, em um parque eólico na cidade de Trairi (CE). O primeiro passo foi definir um layout de estocagem dos componentes, de forma a viabilizar a montagem das torres em quatro etapas com equipamentos diferentes, sem reposicioná-las ou movimentando-as o mínimo possível entre uma etapa e outra.

Na primeira etapa foi empregado um guindaste Liebherr LTM 1500-8.1, utilizando lança de 84 metros e cavalete de ancoragem Y para montagem dos 15 segmentos iniciais. Na sequência, outro guindaste do mesmo modelo, configurado com cavalete de ancoragem Y e 49 metros de luffing-jib com Spacer, montou outros 8 segmentos. Para os 9 últimos segmentos da nacelle e hub da torre foi utilizado um Liebherr LR 1600/2-W. Por fim, os dois LTM 1500-8.1, com 77 e 63 metros de luffing-jib, respectivamente, executaram a montagem das pás a 120 metros de altura.

A nova técnica exigiu algumas alterações no projeto original das torres, como a de permitir sua montagem por segmentos, desde a fundação até o adaptador de aço da nacelle. Também foi necessário desenvolver uma plataforma e consoles móveis individuais para o recebimento dos segmentos de concreto pela equipe de montagem. Essa plataforma móvel ganhou, ainda, uma lingada que lhe permitiu atravessar o balancim de içamento de forma que, após instalar um segmento, ela pudesse ser elevada ao próximo, sem interferir com o balancim. Barras de fixação foram elevadas e instaladas a cada 3 segmentos montados, com grouteamento, assim como foram instaladas outras plataformas móveis internas, com cabos e motorização, para acabamentos e terminações internas.

O guindaste LR 1600/2-W também teve seu moitão dimensionado para atravessar a plataforma fixa do penúltimo segmento, por meio de uma abertura própria de projeto, para desmontar a plataforma móvel antes de realizar a instalação da nacelle.

Especialização

Sediado em Porto Alegre (RS) e com 38 anos de atuação, o Grupo Darcy Pacheco estruturou suas operações por segmentos de especialidade, nas áreas de transportes especiais, remoções industriais e comerciais, armazenamento e plano de Rigging. Para atender ao mercado de energia eólica, por exemplo, criou a DPS Wind, cujo primeiro contrato envolveu a montagem de 77 aerogeradores em 5 parques, localizados em Tianguá (CE), totalizando um volume de 21.128,08 toneladas montadas (274,4 t por aerogerador).

A distância entre a sede da empresa e o local do projeto (4.500 Km) e as próprias condições geográficas existentes nas áreas de instalação dos cinco parques exigiram a análise de viabilidade dos trechos que seriam percorridos por uma frota significativa de equipamentos. Nada menos que 10 guindastes sobre pneus modelos Liebherr (LTM 1500-8.1, 1220-5.2, 1.100-4.2 e 1.100-4.1) e Grove (RT 890-E e 765-E), 3 guindastes sobre esteiras Liebherr (LR 1600/2-W) e 3 guindautos Madal Palfinger MD 4367, além de 6 plataformas elevatórias JLG (1350 AJ e 450 AJ) e 6 manipuladores telescópicos JCB 540-170.

Devido às diferenças de elevação na região de Tianguá, também foram elaborados planos de Rigging específicos para a pré-montagem dos rotores que demanda grandes áreas livres, assim como suprimida a vegetação, a partir de estudos ambientais, em áreas destinadas à montagem das pás eólicas. A incidência de raios e a velocidade dos ventos locais foi estudada em conjunto com os fabricantes dos guindastes, considerando as características das cargas, para uma configuração adequada dos equipamentos. A operação também foi limitada a horários de menor ocorrência daqueles eventos climáticos, reduzindo os custos com horas extras e aumentando a segurança operacional.

A limitação da largura das vias locais determinou, também, a utilização de guindastes narrow-track para montagem dos componentes principais, utilizando uma configuração que viabilizasse e agilizasse seu deslocamento totalmente montados por entre as torres. O planejamento rigoroso também conseguiu adiantar o cronograma da obra em 7 dias, com consequente redução de 8% dos custos e de 4 equipamentos, que tiveram sua saída antecipada.

Tags: , , ,


Deixe um comentário


Veja também