CONSTRUINDO PASSAGENS

21 de novembro de 2016

olocarinfra-destaqueEmpregando um guindaste sobre esteiras Liebherr LR 1750, com capacidade para 750 t, a Locar Guindastes e Transportes Intermodais realizou, para a Ferrovia Centro Atlântica (FCA), o içamento e posicionamento de uma ponte metálica de linha férrea, em Ibiá, Minas Gerais (MG), com 1.540 m3 de volume e peso total de 215 t. Outros dois guindastes Liebherr sobre pneus, um LTM 1090 4.1 e um LTM 1220 5.1, com capacidade para 90 e 220 t, respectivamente, foram utilizados como equipamentos de apoio na operação.

A solução proposta para a execução do trabalho, que garantiu ao contratante uma redução de custos de cerca de R$ 200 mil, a antecipação do cronograma inicialmente previsto em 7 dias e a otimização dos equipamentos empregados fizeram da Locar a vencedora da categoria Case – Infraestrutura do prêmio Top Crane’2016. A empresa ganhou ainda outras duas premiações: na categoria Trabalho em Altura, também do Top Crane, e a de Case – Transporte Intermodal, do prêmio Heavy Duty’2016 (veja matérias nesta edição).

Para superar a condição de difícil acesso ao local da obra da FCA, bastante afastada do trecho urbano, a Locar optou por otimizar o deslocamento da peça já içada pelo guindaste, desde seu ponto de montagem até o de sua instalação final, a cerca de 90 metros de distância. A estrutura foi içada a dois metros de altura em relação ao nível das esteiras do LR 1750.

O plano de Rigging desse içamento teve como principais condicionantes a amarração da ponte para evitar sua flexão fora do padrão, a cobertura do solo com chapas de aço para diminuir a pressão do LR 1750 sobre a superfície e a remoção da linha férrea existente para a passagem do guindaste de pneus usado na montagem dos contrapesos auxiliares do guindaste sobre esteiras. A alternativa a essa solução seria empregar um guindaste treliçado de 400 t para o içamento da peça e uma linha de 32 eixos com Power Pack ou um cavalo pedra para seu deslocamento até o ponto de instalação. Durante o posicionamento da ponte na ferrovia, os principais cuidados foram com seu alinhamento e nivelamento. Foram mobilizados oito funcionários da Locar para a operação.

Antes do içamento e posicionamento, a Locar realizou o transporte rodoviário da ponte metálica desde a cidade mineira de Contagem, por um percurso de 400 km. A frota empregada nessa etapa do projeto consistiu de cinco pranchas de 4 eixos, três delas com dolly, uma prancha de três eixos, quatro carretas extensivas/excedentes, 15 carretas simples (uma lock e duas excedentes), 19 carretas trucadas e 1 truck excedente, somando 45 veículos. O prazo de execução total foi de 60 dias.

 Expertise

 Fundada há 28 anos para atuar em transporte pesado, a Locar entrou no segmento de elevação e movimentação de cargas em 1992. Hoje, considerada uma das maiores empresas em transporte multimodal da América Latina, realiza também operações offshore e de transporte marítimo, lançamento de dutos submarinos e serviços de mergulho e pesagem, além de trabalhos em altura e remoções técnicas. Sediada em Guarulhos (SP), possui 15 filiais distribuídas entre as regiões Norte, Nordeste e Sudeste e conta com as certificações ISO 9001 (qualidade) e 14001 (gestão ambiental), OHSAS 18001 (saúde e segurança do trabalho), DNV (Det Norke Veritas), IPAF MEMBER e SC&RA (Specialized Carriers & Rigging Association).

Sua frota de elevação inclui mais de 350 guindastes, entre modelos telescópicos e treliçados até 1.000 t, um locar pipe, balsa lançadora de dutos submarinos – a primeira do Brasil -, com acomodações para 160 pessoas e equipada com guindaste de 250 t, gruas e plataformas aéreas tipo tesoura e com lança articulada ou telescópica, com alturas de trabalho de 7,6 a 47 m, além de cilindros hidráulicos com capacidade para 1,6 mil t, entre outros.

A área marítima tem uma frota de 25 embarcações e a de transportes possui mais de 150 reboques e mais de 240 conjuntos modulares hidráulicos, 24 deles auto propelidos, eletrônicos e mecânicos, tracionados por Power Pack de 490PS/360Kw, com capacidade nominal de 45 t por eixo. Outros destaques desse segmento são as vigas Goldhofer (400 t) e Cometto (500 t), com taras inferiores às similares existentes no país.

Um exemplo recente de operação multimodal realizada pela Locar é a de pesagem, transporte e load out de 10 módulos de uma plataforma marítima pesando entre 190 e 1,7 mil t. O emprego de 72 linhas de eixo Goldhofer com Power Pack para o load out dos módulos, além do sistema de pesagem Enerpack com 8 cilindros hidráulicos e de uma balsa marítima com capacidade para 2 mil t, reduziu em 5% os custos do projeto, eliminando a necessidade de dois cavalos mecânicos, dois motoristas e dois auxiliares e viabilizando a execução do projeto em um prazo de 30 dias.

 

Tags: , ,


Deixe um comentário


Veja também