Top Crane e Heavy Duty’2014: a projeção de um setor

15 de julho de 2014

topcrane2014Único no País, o prêmio Top Crane, realizado pela revista Crane Brasil, vai eleger, pelo quinto ano consecutivo, o ranking das melhores empresas nacionais de elevação e movimentação de cargas pesadas. Ao grupo ” Transportes Especiais”, que elege as melhores empresas nacionais de transporte de cargas pesadas e indivisíveis,  será conferido, como no ano passado, um troféu específico, o Heavy Duty.  A participação é gratuita. Clique aqui, leia o regulamento e faça a inscrição.

Como nos anos anteriores, poderão inscrever-se no prêmio Top Crane as locadoras e prestadoras de serviços no setor de elevação e movimentação de cargas pesadas. No prêmio Heavy Duty podem inscrever-se todas as empresas e prestadoras de serviços de transporte de cargas pesadas e especiais. Para cada categoria dos dois prêmios serão selecionadas três empresas que, entre todas as inscritas, atenderem aos critérios definidos no regulamento da premiação, apresentando os melhores indicadores institucionais e de desempenho. Dessa lista tríplice será eleita a vencedora em cada categoria.A cerimônia de premiação com a entrega do troféu, selo e certificado Top Crane’2014 e Heavy Duty’2014 acontece em outubro de 2014 com data a definir e local, em São Paulo (SP).

A premiação é uma iniciativa da Facto Editorial,  editora de publicações técnicas especializadas, formada por profissionais capacitados e com mais de 25 anos de experiência, atuando nos mercados de construção, mineração, metalurgia e meio ambiente. Atualmente detém os títulos In The Mine, no segmento de mineração, Crane Brasil, na área de elevação e manuseio de cargas e HD Magazine, dirigida ao setor de transportes de cargas pesadas e extrapesadas.

Confira abaixo, como foi a cerimônia de premiação e os vencedores em 2013:

Top Crane e Heavy Duty’2013

top crane 13 evento proximidades

A entrega dos prêmios Top Crane e Heavy Duty’2013 destinados, respectivamente, às melhores empresas de elevação e transporte de cargas pesadas do País, no dia 25 de outubro, foi realizada em grande estilo. O Espaço Trio 19, no 19º andar do E-Tower – o 10º prédio mais alto do Brasil –, no sofisticado bairro da Vila Olímpia (SP), oferece uma vista panorâmica da zona sul da cidade, incluindo uma de suas vias arteriais, a Marginal Pinheiros.

De um lado, o cenário era dominado pelos guindastes e gruas empregados pela Camargo Côrrea Desenvolvimento Industrial (CCDI) na implantação do Projeto JK, no terreno de sua antiga sede, em frente ao Shopping JK Iguatemi. Do jardim de inverno, mais guindastes e gruas sobressaíam na área onde ficava a Villa Daslu, templo de grifes de luxo, que agora dá lugar ao complexo WTorre Plaza, da construtora WTorre, inspirado no Rockefeller Center, de Nova Iorque (EUA).

Um público seleto de mais de 200 convidados, vindos de vários estados especialmente para a premiação, reuniu executivos, profissionais e especialistas de fabricantes, fornecedores, construtoras, locadoras, transportadoras e consultorias do setor. Após a premiação, a banda ZoomBeatles reviveu três fases da carreira da banda inglesa, com repertórios diferenciados e trajada a caráter.

Top Crane

Vencedores do Top Crane e Heavy Duty'2013

Vencedores do Top Crane e Heavy Duty’2013

Fernando Rodrigues, fundador da Makro Engenharia, empresa Top Crane’2013 nas categorias Frota 120 T e Sustentabilidade, destacou o significado da premiação para o setor, lembrando que incentivou sua realização desde o início, há 4 anos: “Minha única ressalva é que, além de São Paulo, ele passe a ser feito em outras capitais do País”. Para Denys Garzon Rodrigues, diretor da Guindastes Tatuapé, que venceu a categoria Frota 300 T, “é muito importante ganhar um prêmio tão reconhecido no segmento de locação de guindastes quanto o Top Crane”.

Representando a Transdata Movimentação de Cargas Especiais, ganhadora da categoria Frota 700 T, o diretor operacional Luiz Natal Laurenti diz que o prêmio é o reconhecimento do que a empresa é hoje, de sua posição no mercado, dos investimentos em frota e de sua equipe de trabalho. “Acredito que essa premiação vai causar certo desconforto em nossos concorrentes. Acompanhamos e participamos de eventos como esse nos Estados Unidos (EUA) e Europa e sabemos que eles nos trazem exposição nacional e internacional. Nossos clientes entendem estar contratando uma empresa top de linha”, analisa. A Transdata também venceu a categoria Frota Extrapesada do prêmio Heavy Duty.

Para Marcello Augusto Mari, diretor comercial da Locar Guindastes e Transportes Intermodais, premiada nas categorias Frota Major, Estrutura Operacional e Integração do Top Crane’2013, a premiação também é um reconhecimento do trabalho dos profissionais do segmento. “Ela desperta a competição entre as empresas, que são incentivadas a mostrar sua estrutura operacional e a complexidade de suas operações para concorrer ao prêmio. O evento também é uma oportunidade de confraternizar e rever grandes amigos. Porque, ao mesmo tempo em que somos concorrentes, muito de nós tem longas histórias juntos”, assegura.

Gabriel Barbosa, gerente training da Elba Equipamentos e Serviços (EES), que ganhou a categoria Treinamento e Segurança, diz que as duas áreas são o diferencial da empresa, que investe fortemente nesse trabalho de base para gerar resultados na operação. “Temos equipes de instrutores de manutenção e de operação e um novo cargo que é o de engenheiro de aplicação de equipamentos. Todo o nosso conceito de trabalho é focado em treinamento e qualidade”, garante.

O sócio-diretor da IPS Engenharia de Rigging, que recebeu o troféu Plano de Rigging do Top Crane’2013, Edvaldo Peixoto, lembra que é o terceiro ano consecutivo de premiação da empresa. “É uma honra muito grande. A IPS é uma empresa séria e se empenha muito, sempre buscando a evolução. Ganhar o prêmio é um reconhecimento do mercado ao nosso trabalho”, explica.

Para Michel Booden, diretor da Mammoet Guindastes do Brasil, ganhadora em Inovação Tecnológica, “o prêmio é uma conquista importante após 10 anos de atuação da empresa no País, a princípio, através de uma joint venture com a Irga Lupércio Torres. Há 3 anos abrimos uma filial própria e, desde janeiro, temos a Mammoet Wind, com 80 funcionários brasileiros e sede em São Paulo, para atuar no segmento de energia eólica”.

top crane 13 premio hd abreHeavy Duty

A Transportes Pesados Minas (Transpes) foi a grande vencedora do prêmio Heavy Duty nas categorias Frota Pesada, Treinamento e Segurança e Estrutura Operacional. Para Alfonso Gonzalez, diretor de logística da empresa, a premiação fortalece o segmento em um momento complicado, de alta carga tributária e dificuldades logísticas. “A criação do prêmio Heavy Duty é inovadora. O segmento de transporte de cargas especiais é um dos mais fortes e importantes do Brasil. De certa forma, aliás, o País ‘só funciona’ por causa dele. A revista Crane Brasil está mostrando um pouco do nosso trabalho e desse mercado gigantesco. Infelizmente, um problema para a revista é a mentalidade de muitas empresas, que ainda não disponibilizam suas informações”, avalia.

Para Henrique Zuppardo, presidente da Megatranz Transportes, empresa Heavy Duty na categoria Case’2013, receber a premiação é extremamente gratificante. “Ganhamos novamente com o melhor case, o que é uma honra e o reconhecimento de um trabalho bem-feito. As melhores empresas estão aqui. O evento é um networking, criando oportunidades de maior entrosamento do setor. Temos um movimento, inclusive, para fundar uma nova associação, mais técnica, que agregue a nova geração de empresários e dê uma diretriz mais correta ao segmento”, explica.

Nivaldo Fidelis, gerente comercial nacional, que recebeu o prêmio Heavy Duty na categoria Integração pela Saraiva Transportes Técnicos, afirma que a premiação é muito importante para a empresa que vem buscando ampliar seus horizontes. “Ganha importância a cada ano porque, apesar de termos uma atuação regionalizada no Nordeste, alcançamos nossa consolidação no mercado em pouco tempo, saindo do patamar de médio porte para o de grande porte. Nessa condição, geramos uma nova concorrência que nos desafia a buscar a premiação através da maior excelência de nossos serviços”, justifica.

Operações e Investimentos

top crane 13 thumbCom menos de um ano de fundação, a Mammoet Wind, diz Booden, já está operando na montagem das torres e na instalação mecânica de uma usina da Grenova, na Bahia. A frota mobilizada na operação inclui dois guindastes sobre esteiras de 600 t e um de 400 t, além de vários modelos telescópicos fornecidos pela Irga. A Mammoet também realizou o transporte dos componentes da usina.

Lembrando que a Makro Engenharia trouxe para o Brasil o conceito de engenharia de movimento, Fernando Rodrigues destaca a atuação da empresa em projetos de geração de energia eólica, o que motivou a criação, em 2012, de seu Centro de Treinamento em Parques Eólicos, o primeiro do Brasil, dedicado à formação de mão de obra especializada nesse setor. Atualmente, as principais operações da Makro são a implantação da Cia.Siderúrgica de Pecém (CE), pela Posco, Dongkuk e Vale, em projetos da Wobben (RN), da General Eletric (CE e RN), Suzlon (RN) e IMPSA (CE), além de montagens e içamentos para mineradoras, cimenteiras e refinarias.

Em 2013, a empresa investiu R$ 150 milhões na aquisição de guindastes sobre esteiras (250 t) e sobre pneus (100, 250 e 300 t). Rodrigues também esteve recentemente na China, visitando uma fábrica da Sany e avalia a compra de um guindaste SCC6500 WE (650 t), projetado para operações em usinas eólicas. Na área de transportes especiais, a frota foi ampliada com um conjunto de 60 linhas de eixo da Goldhoffer e com 26 caminhões 6×4 Volvo.

Segundo Garzon, neste ano, a Guindastes Tatuapé voltou a atuar no segmento de empilhadeiras, iniciou operações com plataformas elevatórias e está investindo em transporte pesado e extrapesado. A frota de guindastes foi ampliada com o modelo LTR 1220 (220 t), telescópico e sobre esteiras, da Liebherr, o primeiro do Brasil com essa capacidade. “Os guindastes telescópicos sobre esteiras são um dos nossos diferenciais já que o mercado conta apenas com modelos AT e RT. No caso do LTR 1220, um destaque é sua locomoção montado, dentro da obra, inclusive em áreas com desnível dispensando o patolamento. Estamos apostando na oferta dessa máquina para o mercado”, justifica.

Na Transdata, os 3 guindastes de grande porte, as 120 linhas de eixo convencionais e as outras 70 autopropelidas adquiridos em 2013 já estão operando. Segundo Laurenti, novos investimentos em equipamentos inéditos no Brasil estão previstos para 2014. Já a Locar aplicou seus recursos em plataformas elevatórias, serviços marítimos offshore e na aquisição de guindastes e carretas autopropelidas.

A Saraiva que, em 2012, concentrou seus investimentos na aquisição de guindastes e equipamentos de transporte, em 2013 voltou-se para a qualificação de suas equipes e para a reestruturação dos sistemas de gestão da empresa, conta Fidelis. Na Transpes, R$ 40 milhões foram investidos em equipamentos extrapesados, em especial, carretas extensivas e linhas de eixo para o setor eólico, e também em implementos, diz Gonzalez.

Entre as aquisições da Megatranz estão uma viga modular para mil t (a maior capacidade de carga do mundo), caminhões para transporte e carretas modulares eletrônicas (SPE). Com o novo lote de carretas eletrônicas, a frota da empresa chegará a 300 carretas hidráulicas, entre convencionais e eletrônicas. “Com esses investimentos, fomos ranqueados como a 13ª maior empresa de transportes acima de 100 t do mundo por uma revista inglesa”, diz Zuppardo. Na IPS, já estruturada em termos de gestão e tecnologia, segundo Peixoto, o foco foi aprimorar a capacitação técnica da equipe.

 

PARA PATROCINADORES, EVENTO DEVE SER APOIADO

Na edição de 2013, os prêmios Top Crane e Heavy Duty contaram com a Hyva e a XCMG, como patrocinadoras Platinum, a Brasif Máquinas, Liebherr, Manitowoc, Sermáquinas, Tadano, Tadano do Brasil, Terex e Zoomlion, como patrocinadoras Gold e a Palfinger e Sany, como patrocinadoras Silver.

Para Aniusca Perizzollo, gerente de marketing da Hyva, o apoio à premiação, única em sua categoria, amplia a visibilidade da empresa no mercado, além de possibilitar o relacionamento pessoal com clientes potenciais. “É um setor que carece desse tipo de evento e é só aqui, uma vez ao ano, temos a oportunidade desse encontro”, explica. A Hyva, que iniciou suas operações no Brasil importando guindastes da matriz italiana, com a inauguração da nova fábrica em Caxias do Sul (RS), neste ano, passou a ter produção local.

Rubens Azevedo, diretor da XCMG, avalia que não há como não apoiar o prêmio Top Crane para estar próximo dos usuários da marca e, também, dos ainda não-usuários. “Estamos marcando uma presença institucional no evento”, justifica. Além da unidade de Guarulhos (SP), que conta com as áreas de vendas, treinamento e peças de reposição, a XCMG inaugura, ainda em 2013, sua fábrica em Pouso Alegre (MG). Segundo Azevedo, os planos para 2014 são de ampliar a instalação de Guarulhos e a linha de equipamentos.

O gerente geral da Brasif Máquinas, Ricardo Filgueiras Machado, alinha a importância do prêmio Top Crane ao pioneirismo da revista Crane Brasil, a única com foco no mercado de guindastes do País. “Hoje, todo o setor se pauta pelas informações e notícias da Crane Brasil. Assim também, o evento de premiação é único e tem o mérito de reunir todas as empresas do segmento. Nossa forma de contribuir com esse trabalho é apoiar a revista e patrocinar o evento, que homenageia os destaques do ano. O resultado é uma conta muito positiva”, avalia. Com 48 anos de fundação, a Brasif atua desde 2004 na área de guindastes e aposta no suporte pós venda como diferencial: “Nosso mercado tem 90% de locadoras, que precisam ter suas máquinas funcionando. Estamos conscientes disso e dispostos a investir na eficiência desse atendimento”, conclui.

“Para a Liebherr é uma grande satisfação participar de um evento como este”, afirma Rodrigo Bossa, gestor de pós venda da fabricante. Fábio Azevedo, analista de vendas, acrescenta que o prêmio Top Crane motiva as empresas a buscarem uma melhoria contínua para concorrer e vencer a disputa. “O prêmio, por si, exige esse aprimoramento do setor”, explica. Segundo Bossa, o principal investimento da Liebherr, em 2013, é a implantação do Crane Center, que agregará as áreas de vendas, pós venda e engenharia de serviços para guindastes sobre esteiras.

Leandro Nilo, gerente de Marketing da Manitowoc, garante que todos os dirigentes da fabricante reconhecem a importância do prêmio Top Crane para destacar as operações de excelência do setor e reunir seus representantes. “Temos de promover mais encontros assim para debater temas comuns, inclusive entre concorrentes”, justifica. Entre os investimentos da Manitowoc no Brasil em 2013, Nilo destaca a nova linha de produtos que está sendo estruturada na fábrica de Passo Fundo (RS), inaugurada em 2012.

Fabio Torres, diretor da Sermáquinas, também ressalta a exclusividade do prêmio Top Crane no setor nacional de elevação de cargas. “O evento está crescendo cada vez mais e tem a capacidade de aglutinar não apenas representantes, como lideranças do setor”, acrescenta. Em 2013, a Sermáquinas centrou seus investimentos na área de pós-vendas, com destaque para o Centro de Distribuição em Vitória (ES).

“É muito importante para nossa empresa estar aqui, pois somos um player importante no mercado brasileiro. Hoje, o Brasil é um dos poucos países no mundo com um belo futuro pela frente. E esse futuro inclui muitos guindastes”, diz Keisuke Nagai, presidente da Tadano do Brasil (TDB). Sobre os investimentos realizados no ano, de US$ 15 milhões, o diretor Marcio Campos lembra que a empresa é bastante conservadora e prefere crescer aos poucos solidamente: “A Tadano possui uma cultura típica; queremos disseminar nossos equipamentos pelas diferentes regiões brasileiras, mantendo a alta qualidade de atendimento aos usuários”, explica.

“É difícil ver uma participação tão efetiva do segmento como no prêmio Top Crane. O evento tem uma grande importância para a empresa. Podemos trocar experiências com outros fabricantes de equipamentos e encontrar nossos clientes em um ambiente mais descontraído que o do dia a dia”,analisa Luiz Luvizário, diretor de Vendas e Marketing da Terex Latin America.

Para Pablo Maciel, da PALFINGER, o importante é o reconhecimento dado às empresas do segmento. “Quanto maior o incentivo, maior o desenvolvimento desse mercado”.

Para Renê Toledo Porto, diretor comercial da Sany, o evento é o mais importante do segmento. “O prêmio está muito bem estruturado em termos de seriedade e credibilidade. Nós apoiamos, desde o início, tanto a revista Crane Brasil quanto o Top Crane. Acreditamos na revista como mídia especializada desse setor, assim como acreditamos na premiação”, justifica.


Deixe um comentário


Veja também